SIPCAM   SIPCAM
  HOME   |   QUEM SOMOS   |   PRODUTOS   |   CULTURAS   |   INFORMAÇÃO   |   NOTÍCIAS   |   LINKS
 
Bem-vindo à Sipcam Portugal  
SIPCAM Pesquisa de Produtos SIPCAM
SIPCAM Fungicidas - MICENE AZUL
Imprimir Imprimir
< voltar SIPCAM

APV n.º 3714
Formulação: pó molhável com 4% (p/p) de cimoxanil e 40 % (p/p) de mancozebe.
Modo de acção: fungicida penetrante com acção curativa e preventiva. O cimoxanil é um fungicida penetrante com actividade curativa quando aplicado até 1 a 2 dias após a contaminação e o mancozebe é um fungicida de superfície com actividade preventiva.


CONDIÇÕES DE APLICAÇÃO


Iniciar os tratamentos de acordo com o Sistema de Avisos. Na falta destes iniciar as aplicações de acordo com as indicações contidas no quadro a seguir:

Culturas

DoenÇas

(Conc. aplicaÇÃo)

RecomendaÇÕes

Videira

Míldio
(300 g/hl)

Iniciar os tratamentos de acordo com o Serviço de Avisos. Na falta deste iniciar as aplicações imediatamente após o aparecimento dos primeiros focos na região ou na sua ausência realizar o primeiro tratamento no estado de 7-8 folhas. A persistência biológica é de 10 a 12 dias, reduzindo-se para 7 a 8 dias em condições de chuva e maior crescimento da cultura.
A dose a utilizar em pleno vegetativo deve ser de 3 kg/ha.

Batateira

Míldio
(300 g/hl)

Iniciar os tratamentos de acordo com o Serviço de Avisos. Na falta deste, as aplicações devem ser feitas durante o período de crescimento activo da cultura, quando o o tempo decorra húmido e chuvoso e a temperatura seja favorável às infecções. A persistência biológica do produto é de 7 a 10 dias, usando o intervalo mais curto em condições de chuva e maior crescimento da cultura.
A dose a utilizar em pleno vegetativo deve ser de 3 kg/ha.

Tomateiro
(ar livre)

Míldio
(300 g/hl)

Iniciar os tratamentos no viveiro e após a transplantação em condições de humidade elevada. A persistência biológica do produto é de 7 a 10 dias, usando o intervalo mais curto em condições de chuva e maior crescimento da cultura.
A dose a utilizar em pleno vegetativo deve ser de 3 kg/ha.

Abóbora*

(ar livre)

Abóborinha*

(ar livre)

Míldio

(300 g/hl)

Tratar preventivamente, logo que as plantas atinjam 3-5 folhas verdadeiras ou, imediatamente após os primeiros sintomas. A dose a utilizar em pleno vegetativo deve ser até 3 kg/ha.

*Alargamento de espectro para uso menor (nº máx de aplicações: 2). A eficácia e fitotoxidade resultantes destas utilizações menores são da inteira responsabilidade do utilizador do produto fitofarmacêutico.


INTERVALO DE SEGURANÇA:


. 3 dias em tomateiro ao ar livre, quando a produção se destine ao consumo em fresco; 28 dias em tomateiro ao ar livre, quando a produção se destine a fins industriais.
. 7 dias em batateira.
. 28 dias em videiras de uva de mesa; 56 dias em videiras de uvas para vinificação.
.15 dias em abóbora e abóborinha

N.º máximo de aplicações:
. 6 em tomateiro.
. Não efectuar mais aplicações com produtos que contenham substâncias activas do grupo dos ditiocarbamatos (tirame, metirame, propinebe ou zirame), autorizados para a cultura em causa.


PRODUÇÃO INTEGRADA:
Permitido.


CAPACIDADE DAS EMBALAGENS:
25 kg.


OUTRAS INFORMAÇÕES:
Ficha de Segurança (download ficheiro PDF)
 
topo    
Avisos Legais Copyright © 2013 SIPCAM Portugal | Desenvolvido por Helcadesign