SIPCAM   SIPCAM
  HOME   |   QUEM SOMOS   |   PRODUTOS   |   CULTURAS   |   INFORMAÇÃO   |   NOTÍCIAS   |   LINKS
 
Bem-vindo à Sipcam Portugal  
SIPCAM Pesquisa de Produtos SIPCAM
SIPCAM Fungicidas - DOMARK
Imprimir Imprimir
< voltar SIPCAM

APV n.º 2863
Formulação: concentrado para emulsão com 100 g/l ou 10,7% (p/p) de tetraconazol.
Modo de acção: fungicida sistémico de amplo espectro de acção com acção preventiva e curativa.


CONDIÇÕES DE APLICAÇÃO:


Os tratamentos devem ser efectuados de acordo com o Serviço de Avisos. Na falta deste, seguir as recomendações seguintes:

Culturas

DoenÇas

(Conc. aplicaÇÃo)

RecomendaÇÕes

Pereira

Macieira

Pedrado
(40 ml/hl)

Iniciar os tratamentos ao aparecimento da ponta verde das folhas e repetir a intervalos de 10 dias enquanto as condições climáticas forem favoráveis ao desenvolvimento da doença e até os frutos terem o tamanho de uma noz. A partir deste estado o intervalo entre tratamentos deverá ser de 10-15 dias.

Macieira

Oídio

(30 ml/hl)

Tratar no Botão branco ou rosa, à queda das pétalas e ao vingamento dos frutos, a intervalos de 10 dias, até os frutos terem o tamanho de uma noz. A partir deste estado o intervalo entre tratamentos deverá ser de 10-15 dias Os tratamentos só devem ser efectuados até ao fim do crescimento dos rebentos.

Videira

Oídio

(30 ml/hl)

Iniciar as aplicações no estado de cachos visíveis e continuar com os tratamentos com intervalos de 2 semanas enquanto se verificarem condições para o desenvolvimento da doença. O número de tratamentos com este ou outros fungicidas sistémicos deverá ser no máximo de 3, posicionados antes do fecho dos cachos, devendo os restantes ser aplicados com produtos à base de enxofre. A partir do “bago de chumbo” as aplicações devem dirigir-se especialmente aos cachos.

Pessegueiro

Oídio
(40 ml/hl)

Aplicar após o aparecimento dos primeiros sintomas, repetindo a intervalos de 10-15 dias, sempre que as condições ambientais sejam favoráveis à doença.

Morangueiro

Oídio
(30–40 ml/hl)

Iniciar os tratamentos ao aparecimento dos primeiros sintomas. Repetir sempre que necessário.

Meloeiro

Oídio
(30–50 ml/hl)

Tratar ao aparecimento dos primeiros sintomas. Repetir sempre que necessário. Alternar com fungicidas de diferentes modo de acção. Na roseira a utilização deve ser precedida de um pequeno ensaio para avaliar possíveis efeitos fitotóxicos.

Roseira

Abóborinha*

Oídio
(30–50 ml/hl)

Iniciar os tratamentos ao aparecimento dos primeiros sintomas. Repetir sempre que necessário.

Pepino*

Eucalipto

(viveiro)*

Oídio
(30–50 ml/hl)

*Alargamento de espectro para uso menor (nº máx de aplicações: 2). A eficácia e fitotoxidade resultantes destas utilizações menores são da inteira responsabilidade do utilizador do produto fitofarmacêutico.


INTERVALO DE SEGURANÇA:


. 4 dias em morangueiro.
. 7 dias em abóborinha, macieira, meloeiro, pepino, pereira e pessegueiro.
. 14 dias em videira.

PRODUÇÃO INTEGRADA:


Permitido.


CAPACIDADE DAS EMBALAGENS:


30 ml, 1 l.


OUTRAS INFORMAÇÕES:
Ficha Técnica
Ficha de Segurança (download ficheiro PDF)
Informação Técnica
 
topo    
Avisos Legais Copyright © 2013 SIPCAM Portugal | Desenvolvido por Helcadesign