Usamos próprios e cookies de terceiros. Se você continuar a navegar, consideramos aceitar seu uso. Mais informações aqui.

Link Combi®

New product

Herbicida sistémico selectivo para o controlo de infestantes anuais na cultura do milho.

AutorizaçãoAutorização de Venda nº 1040 concedida pela DGAV
Composição265 g/L ou 23,2%(p/p) de dimetenamida-p e 300 g/L ou 27,15% (p/p) de terbutilazina
FormulaçãoSuspo-emulsão (SE)
EmbalagensCaixa 12 ud
Familia ProdutosHerbicidas

LINK COMBI® é um herbicida sistémico e residual com absorção radicular e foliar. Contém dimetanamida-P (grupo cloroacetamida) que actua na fase inicial da germinação, inibindo  a divisão celular, impedindo o metabolismo nas membranas celulares, interferindo na síntese das proteínas, lípidos e outros componentes da membrana e terbutilazina (1,3,5-triazina) que inibe a fotossíntese ao nível do fotossistema II (inibindo a actividade da proteína D1). 

UTILIZAÇÕES, DOSES E ÉPOCAS DE APLICAÇÃO

LINK COMBI destina-se a ser utilizado na cultura do milho, nas seguintes condições:

1 - Aplicar em pré-emergência, no intervalo de tempo que decorre entre a sementeira e o aparecimento das infestantes e da cultura, na dose de 2,5 a 2,8 L/ha.

2 – Aplicar em pós-emergência precoce do milho e das infestantes (até 2-3 folhas), na dose de 2,5 L/ha.

Na altura da aplicação o terreno deve estar bem preparado, húmido, liso e sem torrões.

INFESTANTES SUSCEPTÍVEIS

beldroega (Portulaca oleracea), bolsa-de-pastor (Capsella bursa-pastoris), catassol (Chenopodium album)*, erva-moira (Solanum nigrum), erva-pessegueira (Polygonum persicaria), ervilhacas (Vicia spp.),milhã-digitada (Digitaria sanguinalis), milhã-pé-de-galo (Echinochloa crus-galli), milhã-verde (Setaria viridis), moncos-de-perú (Amaranthus retroflexus), mostarda-dos-campos (Sinapis arvensis), pega-saias (Setaria verticillata), saramago (Raphanus raphanistrum), sempre-noiva (Polygonum aviculare), serralha-macia (Sonchus oleraceus),Galinsoga spp.

*Algumas populações de catassol (Chenopodium album) adquiriram resistência às triazinas pelo que poderão não ser controladas pelo produto.

 INFESTANTES MODERADAMENTE SUSCEPTÍVEIS

figueira-do-inferno (Datura stramonium), malvão (Abutilon theophrasti), bardana-menor (Xanthium strumarium).

INFESTANTES RESISTENTES

Corriola (Convolvulus arvensis), grama (Cynodon dactylon), graminhão (Paspalum paspalodes), junça (Cyperus rotundus).

PRECAUÇÕES BIOLÓGICAS

A aplicação repetida de LINK COMBI ou de herbicidas com o mesmo modo de acção, pode provocar o

desenvolvimento de biótipos resistentes de algumas infestantes indicadas no rótulo como susceptíveis. Recomenda-se proceder à rotação de culturas, sempre que possível e não aplicar LINK COMBI mais do que 3 anos consecutivos nos mesmos solos. De preferência proceder à alternância com outros herbicidas de diferente modo de acção.

Um intervalo de 10 meses deve mediar entre o tratamento com LINK COMBI e a instalação de culturas sensíveis, nomeadamente: aboboreira, alface, batateira, beterraba, espinafre, melancia, meloeiro, pepino, pimenteiro, tomateiro. Para outras culturas deve mediar um período de 7 meses.

Durante a aplicação não atingir as culturas e os terrenos vizinhos.

Para que o produto exerça a sua acção é necessário que se verifique pluviosidade após a aplicação

(10 a 15 mm) ou se proceda a uma rega equivalente.

 MODO DE PREPARAÇÃO DA CALDA

No recipiente onde se prepara a calda, deitar metade da água necessária. Agitar bem a embalagem até o produto ficar homogéneo. Deitar a quantidade de produto a utilizar e completar o volume de água, agitando sempre.

 MODO DE APLICAÇÃO

Calibrar correctamente o equipamento, calculando o volume de calda gasto por hectare, de acordo com o débito do pulverizador (L/m), da velocidade e largura de trabalho, com especial cuidado na uniformidade da distribuição da calda. A quantidade de produto e o volume de calda devem ser adequados à área de aplicação, respeitando as doses indicadas. Para diminuir o risco de arrastamento evitar pressões superiores a 2 kg/cm2 e/ou usar bicos anti-arrastamento.

Volume de calda a utilizar: 300 a 600 l/ha.

Depois da aplicação lavar o material de aplicação com detergente e passar várias vezes com água.

AutorizaçãoAutorização de Venda nº 1040 concedida pela DGAV
Composição265 g/L ou 23,2%(p/p) de dimetenamida-p e 300 g/L ou 27,15% (p/p) de terbutilazina
FormulaçãoSuspo-emulsão (SE)
EmbalagensCaixa 12 ud
Familia ProdutosHerbicidas
Classificação, rotulagem e embalagem (CRE)

GHS07

GHS09

Avisos legaisATENÇÃO
Declarações de precauçãoNocivo por ingestão.

Pode provocar uma reação alérgica cutânea.

Provoca irritação ocular grave.

Muito tóxico para os organismos aquáticos com efeitos duradouros.

Lavar as mãos cuidadosamente após manuseamento.

Não comer, beber ou fumar durante a utilização deste produto.

Usar luvas de proteção/vestuário de proteção/proteção ocular/proteção facial.

SE ENTRAR EM CONTACTO COM A PELE: lavar com sabonete e água abundantes.

SE ENTRAR EM CONTACTO COM OS OLHOS: enxaguar cuidadosamente com água durante vários minutos. Se usar lentes de contacto, retire-as, se tal lhe for possível. Continuar a enxaguar.

Eliminar o conteúdo/embalagem em local adequado à recolha de resíduos perigosos.

Ficha de segurança fornecida a pedido.

Não contaminar as águas com este produto ou com a sua embalagem.

Para proteção dos organismos aquáticos, respeitar uma zona não pulverizada de 20 metros ou uma faixa de 5 metros com vegetação em relação às águas de superfície.

Centro de Informação Antivenenos – Tel: 808 250 143

A embalagem vazia deverá ser lavada 3 vezes, fechada, inutilizada e colocada em sacos de recolha, devendo estes serem entregues num centro de recepção Valorfito; as águas de lavagem deverão ser usadas na preparação da calda.

NOTA: Os resultados da aplicação deste produto são susceptíveis de variar pela acção de factores que estão fora do nosso domínio, pelo que apenas nos responsabilizamos pelas características previstas na Lei

Produtos Relacionados

Herbicida.

Herbicida específico para eliminação de arbustos, infestantes lenhosas e dicotiledóneas em prados permanentes assim como em vias de comunicação, sendo selectivo para gramíneas.

Herbicida sistémico selectivo. 

Herbicida de pós-emergência para o controlo de infestantes de folha larga em culturas de trigo, cevada e milho.

Herbicida de acção foliar, sistémico, não selectivo e não residual para o combate de infestantes anuais e vivazes.

Herbicida selectivo para o controlo de infestantes anuais.

Herbicida sistémico e residual com absorção radicular e foliar para aplicação em pré-emergência ou pós-emergência precoce do milho, para o controlo de infestantes anuais.

Top