Usamos próprios e cookies de terceiros. Se você continuar a navegar, consideramos aceitar seu uso. Mais informações aqui.

Silvanet®

New product

Herbicida específico para eliminação de arbustos, infestantes lenhosas e dicotiledóneas em prados permanentes assim como em vias de comunicação, sendo selectivo para gramíneas.

AutorizaçãoAPV nº 0646 concedida pela DGAV
Composição 60 g/L ou 5,83% (p/p) de clopiralide + 240 g/L ou 23,30% (p/p) de triclopir (éster butoxietílico)
FormulaçãoConcentrado para emulsão (EC)
Embalagens 250 ml; 500 ml; 1L; 2L; 3L e 5 L e
Familia ProdutosHerbicidas

O SILVANET é um herbicida com base em triclopir (éster butoxietílico) e clopiralide, pertencente ao grupo químico dos ácidos ariloxialcanóicos e dos ácidos piridinocarboxílicos, respetivamente. Sistémico, de absorção foliar e radicular. É rapidamente absorvido pelas folhas e translocado pelo xilema e floema até às zonas meristemáticas, desregulando o crescimento celular nas raízes e parte aérea das plantas provocando deformação das folhas e dos rebentos, seguida pela seca progressiva da planta até provocar a sua morte. Inibe o desenvolvimento celular (atua como o ácido indol-acético, IAA).

UTILIZAÇÕES, DOSES, CONDIÇÕES E ÉPOCA DE APLICAÇÃO

UsoDose / ConcentraçãoCondições de aplicaçãoÉpoca de aplicação
Prados permanentes2 L/ha ou 1 L/hlApenas em aplicação localizada num máximo em 20% da superfície do prado. Em prados permanentes, no combate a silvas, urtigas, cardo, azedas, cardo-corredor, Senecio inaequidens, ambrósia, etc. - 1 L de SILVANET/hl ou 100 ml de SILVANET/10 L de água.Realizar 1 aplicação por ano, no período de crescimento ativo da vegetação desde 1 de Março até 31 de Julho.
Vias de comunicação (inclui áreas não cultivadas)2 L/ha ou 1 L/hlApenas em aplicação localizada. Em zonas não cultivadas, no combate a cardos, azedas, lenhosas e semi-lenhosas - 1 L de SILVANET/hl ou 100 ml de SILVANET/10 L. Em silvas e urtigas, 0,75 L de SILVANET/hl ou 75 ml/10 L.Realizar 1 aplicação por ano, no período de crescimento ativo da vegetação desde 1 de Março até 31 de Julho.

INFESTANTES SUSCETÍVEIS

Silvas (Rubus spp.),bétula (Betula pendula), cardo (Cirsium arvense), sanguinho (Cornus sanguinea), rosa‑de‑cão (Rosa canina), giesteira das vassouras (Cytisus scoparius), giesteira-comum (Spartium junceum), cerejeira (Prunus avium), urtiga (Urtica spp.), álamo ou choupos (Populus nigra), falsa acácia (Robinia pseudoacacia), trevos (Trifolium spp.), Salix canariensis, Senecio inaequidens, Sambucus spp., tojos (Ulex spp.), ambrósia (Ambrosia artemisiifolia), castanheiros (Castanea spp.), carvalho-roble (Quercus robur), corriola (Convolvulus arvenses), abrunheiro (Prunus spinosa), azedas (Rumex spp.), cardo-corredor (Eryngium campestre) e ulmeiros (Ulmus spp.).

INFESTANTES SUSCETÍVEIS

Silvas (Rubus spp.),bétula (Betula pendula), cardo (Cirsium arvense), sanguinho (Cornus sanguinea), rosa‑de‑cão (Rosa canina), giesteira das vassouras (Cytisus scoparius), giesteira-comum (Spartium junceum), cerejeira (Prunus avium), urtiga (Urtica spp.), álamo ou choupos (Populus nigra), falsa acácia (Robinia pseudoacacia), trevos (Trifolium spp.), Salix canariensis, Senecio inaequidens, Sambucus spp., tojos (Ulex spp.), ambrósia (Ambrosia artemisiifolia), castanheiros (Castanea spp.), carvalho-roble (Quercus robur), corriola (Convolvulus arvenses), abrunheiro (Prunus spinosa), azedas (Rumex spp.), cardo-corredor (Eryngium campestre) e ulmeiros (Ulmus spp.).

 INFESTANTES MODERADAMENTE SUSCETÍVEIS

Sorbus spp., esfondílio (Heracleum sphondylium), carpino (Carpinus betulus), ginjeira de folha (Prunus cerasus), madressilva-dos-jardins (Lonicera japonica), freixos (Fraxinus spp.), aveleira (Corylus avellana), Ranunculus spp.

 INFESTANTES RESISTENTES

Hera (Hedera helix), cavalinha-dos-campos (Equisetum arvense), feto (Pteridium aquilinum), juncos (Juncus spp.), Crataegus spp. e vitalba (Clematis vitalba).

 PRECAUÇÕES BIOLÓGICAS

Atenção, perigo para culturas vizinhas, respeitar estritamente o modo de aplicação.

Nas espécies lenhosas e semi-lenhosas, pulverizar até humedecer toda a vegetação interrompendo a pulverização antes do escorrimento.

Evitar qualquer contaminação das águas subterrâneas, águas superficiais e valas, durante a preparação da calda, pulverização do produto e lavagem da embalagem ou do pulverizador.

Evitar qualquer contacto com massas de água por arrastamento aéreo ou escorrimento. No momento de aplicação, tomar as medidas necessárias (bicos anti-deriva, bandas não pulverizadas, cobertura vegetal, etc.) para evitar o arrastamento do produto para fora da zona tratada, em particular para lagoas, massas de água e canais.

Não pulverizar este produto na proximidade de culturas sensíveis a herbicidas auxínicos, como por exemplo: videira, árvores fruteiras, girassol, colza, leguminosas, hortícolas e ornamentais, tabaco, beterraba, batata e soja. Em qualquer dos casos, nunca aplicar o tratamento a menos de 3 metros de uma cultura vizinha nem a menos de 10 metros de culturas muito sensíveis (videira, soja e girassol). Não aplicar em videira e culturas hortícolas.

Não aplicar este produto em infestantes que tenham pequenos frutos comestíveis maduros (amoras, framboesas, entre outros).

Realizar o tratamento em dias calmos, sem vento e a temperaturas que não excedam os 20ºC à sombra.

Não efetuar o tratamento se a cobertura das infestantes que se deseja eliminar for composta por cevadilha (Bromus catharticus).

Evitar realizar tratamentos em períodos de seca.

Não aplicar o produto em períodos extremamente quentes, para evitar qualquer risco de fitotoxicidade para as culturas vizinhas.

De preferência destine um pulverizador só para tratamentos herbicidas.

De modo a permitir uma boa migração de triclopir na planta e assegurar a destruição completa das plantas tóxicas que o tratamento poderia tornar apetecíveis para o gado, não cortar a vegetação tratada nem permitir que o gado paste na zona durante os 14 dias seguintes à aplicação.

A utilização repetida, numa mesma parcela, de produtos à base de substâncias ativas que possuam o mesmo modo de ação, pode provocar o aparecimento de organismos resistentes. Para reduzir este risco, aconselha-se evitar a utilização repetida de produtos feitos à base de sustâncias ativas que tenham o mesmo modo de ação.

Para as culturas em que não se encontra autorizado o uso de clopiralide, respeitar um intervalo de 125 dias entre a aplicação de SILVANET e a sementeira ou plantação da cultura seguinte.

No caso de se pretender alterar culturas num prado após o tratamento, respeitar o seguinte intervalo antes de instalar a nova cultura:

  •  1 mês depois de semear gramíneas (cereais em pradarias);
  •  6 meses com uma lavoura profunda para as culturas de dicotiledóneas;
  •  6 meses para a plantação de árvores;
  •  8 meses para a plantação de videiras.

 MODO DE PREPARAÇÃO DA CALDA

Agitar bem a embalagem antes de usar.

Preparar a quantidade de calda necessária em função da superfície que deseja tratar.

Encher um terço do tanque do pulverizador com água e juntar a quantidade necessária de SILVANET. Juntar o resto de água agitando continuamente para assegurar a mistura homogénea do produto e manter a agitação até ao final da aplicação.

Utilizar sempre água limpa. Preparar a calda imediatamente antes da sua aplicação.

 Em caso de dúvida sobre a utilização do produto ou no caso de pretender efetuar misturas, consultar o Serviço Técnico da Dow AgroSciences Ibérica.

 MODO DE APLICAÇÃO

Aplicar SILVANET em pulverização foliar.

Calibrar corretamente o equipamento, calculando o volume de calda gasto por ha, de acordo com o débito do pulverizador (L/min), da velocidade e largura de trabalho, com especial cuidado na uniformidade da distribuição de calda.

A quantidade de produto e o volume de calda devem ser adequados à área de aplicação, respeitando as doses indicadas.

Para diminuir o risco de arrastamento evitar pressões superiores a 2 kg/cm2 e/ou usar bicos anti-arrastamento.

 LIMPEZA DO PULVERIZADOR

Enxaguar cuidadosamente o tanque e o equipamento de pulverização depois da aplicação: primeiro com água limpa, em seguida encher o tanque e adicionar uma solução de limpeza adequada. Por fim, enxaguar novamente com água limpa.

Distribuído por:
Sipcam Portugal
Rua da Logística, 1
2050-542 Vila Nova da Rainha
Tel. 243 400 050 – fax 243 400 059
E-mail: sipcamportugal@sipcam.pt

Detentor da autorização:
Dow AgroSciences Ibérica S.A.
c/ Ribera del Loira 4-6, 4ª planta
28042 MADRID-ESPANHA
Tel.: +34 91 740 77 00

AutorizaçãoAPV nº 0646 concedida pela DGAV
Composição 60 g/L ou 5,83% (p/p) de clopiralide + 240 g/L ou 23,30% (p/p) de triclopir (éster butoxietílico)
FormulaçãoConcentrado para emulsão (EC)
Embalagens 250 ml; 500 ml; 1L; 2L; 3L e 5 L e
Familia ProdutosHerbicidas
Classificação, rotulagem e embalagem (CRE)

GHS02

GHS07

GHS08

GHS09

Avisos legaisPERIGO
Declarações de precaução

Líquido e vapor inflamáveis. Pode ser mortal por ingestão e penetração nas vias respiratórias. Provoca irritação cutânea. Pode provocar uma reação alérgica cutânea.

Provoca irritação ocular grave. Pode provocar irritação das vias respiratórias.

Pode provocar sonolência ou vertigens. Pode afetar os rins após exposição prolongada ou repetida. Tóxico para os organismos aquáticos com efeitos duradouros.

Ficha de segurança fornecida a pedido. Manter afastado do calor/faísca/chama aberta/ superfícies quentes. Não fumar. Evitar respirar as poeiras/fumos/gases/névoas/vapores/ aerossóis. Não comer, beber ou fumar durante a utilização deste produto. Usar luvas de proteção/vestuário de proteção/proteção ocular/proteção facial.

EM CASO DE INGESTÃO: contate imediatamente um CENTRO DE INFORMAÇÃO ANTIVENENOS ou um médico. SE ENTRAR EM CONTATO COM A PELE: lavar abundantemente com água. Em caso de indisposição, contacte um CENTRO DE INFORMAÇÃO ANTIVENENOS ou um médico. NÃO provocar o vómito. Em caso de irritacão ou erupção cutânea: consulte um médico. Retirar a ropa contaminada e lavá-la antes de voltar a usar. Recolher o produto derramado.

Armazenar em local bem ventilado. Manter o recipiente bem fechado.

Eliminar o conteúdo/embalagem em local adequado à recolha de resíduos perigosos.

Não contaminar a água com este produto ou com a sua embalagem.

Para proteção dos organismos aquáticos, respeitar uma zona não pulverizada de 5 metros em relação às águas de superfície.

Durante a armazenagem manter o produto em lugar fresco e seco, bem ventilado, na embalagem original.

Temperatura mínima de armazenamento: -5ºC.

Em caso de intoxicação contactar o Centro de Informação Anti Venenos, Telef: 808 250 143

A embalagem vazia deverá ser lavada três vezes, fechada, inutilizada e colocada em sacos de recolha, devendo estes serem entregues num centro de receção Valorfito; as águas de lavagem deverão ser usadas na preparação da calda

Nota: Os resultados da aplicação deste produto são suscetíveis de variar pela ação de fatores que estão fora do nosso domínio, pelo que nos responsabilizamos apenas pelas características previstas na Lei.

Data de fabrico e lote: ver embalagem

® Marca da The Dow Chemical Company (“Dow”) ou de uma companhia subsidiária da Dow.

Produtos Relacionados

Herbicida.

Herbicida sistémico selectivo. 

Herbicida de pós-emergência para o controlo de infestantes de folha larga em culturas de trigo, cevada e milho.

Herbicida sistémico selectivo para o controlo de infestantes anuais na cultura do milho.

Herbicida de acção foliar, sistémico, não selectivo e não residual para o combate de infestantes anuais e vivazes.

Herbicida selectivo para o controlo de infestantes anuais.

Top