Usamos próprios e cookies de terceiros. Se você continuar a navegar, consideramos aceitar seu uso. Mais informações aqui.

Most Micro®

New product

Herbicida

AutorizaçãoAutorização de venda nº 0979 concedida pela DGAV
Composição365 g/L ou 31,7% (p/p) de pendimetalina
FormulaçãoSuspensão de cápsulas (CS)
EmbalagensCaixa 24 ud

O Most Micro® é um herbicida residual e de contacto, com absorção radicular e pelas gemas em desenvolvimento. Inibe a divisão celular ao nível da mitose.
Most Micro® contém pendimetalina (dinitroanilinas - K1), e é apresentado na forma de suspensão de cápsulas com a tecnologia Microplus desenvolvida nos laboratórios da Sipcam.

CulturasDoseRecomendações
Alface                                          1,5-2 L/ha                              Aplicar em pré-transplantação

Alho

1,7-2,5 L/haAplicar em pré-emergência ou pós-emergência precoce (2 folhas)
Arroz (apenas em sementeira a seco e enterrada) 2-3 L/haAplicar em pré-emergência
Batateira, Ervilheira, Faveira, Trigo, Cevada, Centeio1,7-3 L/haAplicar em pré-emergência
Cebola1-2,5 L/ha Aplicar em pré-emergência ou pós-transplantação
Cenoura1,25-3 L/haAplicar em pré-emergência
Couves de repolho, couve-flor, Couve-brócolo2-3 L/haAplicar em pré-transplantação
Espargo (apenas em espargueiras já implantadas)2,5-3 L/haAplicar em pré-rebentação
Feijoeiro1,7-2,5 L/haAplicar em pré-emergência
Milho e Girassol2-3 L/haAplicar em pré-emergência
Tomateiro, Beringela e Pimenteiro1,25-2,2 L/haAplicar em pré-transplantação
Soja2-2,5 L/haAplicar em pré-emergência
Macieira, Pereira, Pessegueiro, Damasqueiro, Amendoeira e Videira2,5-3 L /haAplicar no repouso vegetativo
Laranjeira, limoeiro, tangerineira (clementina e híbridos)2,5-3 L/haAplicar desde a colheita até ao vingamento dos frutos. Não atingir ramos e folhas
Ornamentais (incluindo em Viveiro)2,5-3 L/haAplicar antes da rebentação
Marachas dos arrozais2,5-3 L/haAplicar em pré-sementeira e pré-emergência da cultura
Relvados: o produto é selectivo para relvados bem implantados, a partir do 2º ano, constituidos por Lolium perenne, Poa pratensis, Festuca spp. e Agrostis stolonifera (esta última mantida a uma altura de corte superior a 1,5 cm).

2,5-3 L/ha numa única aplicação

ou

1,5 L/ha em duas aplicações (separadas por 45-60 dias)

Aplicar a dose mais elevada em terrenos ricos em matéria orgânica.

Intervalo de reentrada: 24 horas. Impedir o acesso de animais domésticos às zonas tratadas até à secagem do pulverizado.

Em todas as culturas só deve ser feito um tratamento por época. O produto deve ser aplicado antes da emergência das infestantes.


Fazer uma boa preparação da cama de sementeira de modo a aplicar num terreno perfeitamente nivelado, sem torrões, procedendo igualmente a uma rega se não ocorrer uma chuva dentro de 7-10 dias após o tratamento.


Realizar a sementeira de maneira uniforme e regular a uma profundidade de, pelo menos, 3 cm para cenoura, cebola e de 4 cm para as outras culturas, tendo o cuidado de evitar que algumas sementes fiquem a descoberto.


No caso de culturas transplantadas (couves, beringela, pimenteiro, tomateiro) efectuar o tratamento no terreno bem preparado e efectuando de imediato uma ligeira rega e esperando 7-8 dias antes de realizar a transplantação, depois da qual deve ser feita uma outra rega ligeira: em nenhum caso se deve fazer amontoa antes de passarem pelo menos 30 dias do tratamento.

INFESTANTES SUSCEPTÍVEIS

Gramíneas: azevém (Lolium multiflorum), milhã-digitada (Digitaria sanguinalis), milhã-pé-de-galo (Echinochloa crus-galli), milhãs (Setaria spp.), poa (Poa spp.), Panicum dichotomiflorum, rabo-de-raposa (Alopecurus myosuroides), sorgo-bravo (Sorghum halepense).

Dicotiledóneas: amor-de-hortelão (Galium aparine), beldroega (Portulaca oleracea), bolsa-de-pastor (Capsella bursa-pastoris), catassol (Chenopodium album), corriola-bastarda (Fallopia convolvulus), erva-moira (Solanum nigrum), erva-moleirinha (Fumaria officinalis), erva-pessegueira (Polygonum persicaria), esparguta (Spergula arvensis), falsa-verónica (Linaria spuria), lâmio-roxo (Lamium purpureum), margaça (Matricaria chamomilla), moncos-de-perú (Amaranthus retroflexus), morrião (Anagallis arvensis), morugem-branca (Stellaria media), mostarda-dos-campos (Sinapis arvensis), papoila-das-searas (Papaver rhoeas), sempre-noiva (Polygonum aviculare), serralhas (Sonchus sp.), tasneirinha (Senecio vulgaris), urtiga-menor (Urtica urens), urtiga-morta (Mercurialis annua), veronica-da-Pérsia (Veronica persica).

PRECAUÇÕES BIOLÓGICAS
Durante a aplicação não atingir as culturas e os terrenos vizinhos.
Não instalar qualquer outra cultura antes de decorridos pelo menos três meses após a aplicação deste produto e efetuar uma lavoura antes da sementeira ou plantação. Não utilizar em estufa.
Para todas culturas usar as doses mais baixas em solos leves, permeáveis e pedregosos.
A aplicação repetida de herbicidas com o mesmo modo de acção, pode provocar o desenvolvimento de biótipos resistentes de algumas infestantes indicadas no rótulo como susceptíveis. Recomenda-se proceder, sempre que possível, à rotação de culturas e à alternância com herbicidas de diferente modo de acção.

MODO DE PREPARAÇÃO DA CALDA
No recipiente onde se prepara a calda, deitar metade da água necessária. Agitar bem a embalagem até o produto ficar homogéneo. Deitar a quantidade de produto a utilizar e completar o volume de água, agitando sempre.

MODO DE APLICAÇÃO
Calibrar correctamente o equipamento, calculando o volume de calda gasto por hectare, de acordo com o débito do pulverizador (L/m), da velocidade e largura de trabalho, com especial cuidado na uniformidade da distribuição da calda. A quantidade de produto e o volume de calda devem ser adequados à área de aplicação, respeitando as doses indicadas. Para diminuir o risco de arrastamento evitar pressões superiores a 2 kg/cm2 e/ou usar bicos anti-arrastamento.
Volume de calda a utilizar: 200 a 400 L/ha.

AutorizaçãoAutorização de venda nº 0979 concedida pela DGAV
Composição365 g/L ou 31,7% (p/p) de pendimetalina
FormulaçãoSuspensão de cápsulas (CS)
EmbalagensCaixa 24 ud
Classificação, rotulagem e embalagem (CRE)

Avisos legaisATENÇÃO
Declarações de precaução

Pode provocar uma reação alérgica cutânea.

Tóxico para os organismos aquáticos com efeitos duradouros.

Não comer, beber ou fumar durante a utilização deste produto.

SE ENTRAR EM CONTATO COM A PELE: lavar com sabonete e água abundantes. Em caso de irritacão ou erupção cutânea: consulte um médico. Lavar a roupa contaminada antes de a voltar a usar.

Eliminar o conteúdo/embalagem em local adequado à recolha de resíduos perigosos.

Usar luvas de proteção e vestuário de proteção.

Retirar a roupa contaminada e lavá-la antes de a voltar a usar.

SE ENTRAR EM CONTATO COM OS OLHOS: enxaguar cuidadosamente com água durante vários minutos. Se usar lentes de contacto, retire-as, se tal lhe for possível. Continuar a enxaguar.

Caso a irritação ocular persista: consulte um médico.

Ficha de segurança fornecida a pedido.

Não contaminar a água com este produto ou com a sua embalagem. Não limpar o equipamento de aplicação perto de águas de superfície. Evitar contaminações pelos sistemas de evacuação de águas das explorações agrícolas e estradas.

Ficha de segurança fornecida a pedido.

Não contaminar a água com este produto ou com a sua embalagem. [Não limpar o equipamento de aplicação perto de águas de superfície./Evitar contaminações pelos sistemas de evacuação de águas das explorações agrícolas e estradas.]

Para proteção dos organismos aquáticos, respeitar uma faixa com vegetação de 10 metros em relação às águas de superfície.

Em caso de intoxicação contactar o Centro de informação Antiveneno. Telef: 800 250 250.

A embalagem deverá der lavada três vezes, fechada, inutilizada e colocada em sacos de recolha, devendo estes serem entregues num centro de recepção Valorfito; as águas de lavagem deverão ser usadas na preparação da calda.

NOTA – Os resultados da aplicação deste produto são susceptíveis de variar pela acção de factores que estão fora do nosso domínio pelo que apenas nos responsabilizamos pelas características previstas na Lei.

ESTE PRODUTO DESTINA-SE AO USO PROFISSIONAL
PARA EVITAR RISCOS PARA A SAÚDE HUMANA E PARA O AMBIENTE RESPEITAR AS INSTRUÇÕES DE UTILIZAÇÃO
MANTER FORA DO ALCANCE DAS CRIANÇAS – LER O RÓTULO ANTES DA UTILIZAÇÃO


Detentor da autorização:
Sipcam Portugal – Agroquímica e Biotecnologia, Ldª
Rua da Logística, 1 2050-542 Vila Nova da Rainha
Tlf.: 263 400 050 – Fax: 263 400 059
E-mail: sipcamportugal@sipcam.pt

Produtos Relacionados

Fungicida indicado para combater os oídios da vinha, pomóideas, prunóideas e hortícolas.

Insecticida de solo.

Fungicida sistémico.

Fungicida.

Moluscicida com base em metaldeído pertencendo ao grupo químico dos aldeídos.

Fungicida. 

Fungicida organocúprico.

Herbicida de pós-emergência para o controlo de infestantes de folha larga em culturas de trigo, cevada e milho.

Fungicida. 

Fungicida.

Herbicida sistémico selectivo para o controlo de infestantes anuais na cultura do milho.

Nematodicida e desinfetante do solo.

Fungicida sistémico para o combate ao míldio da videira (Plasmopara viticola).

Herbicida específico para eliminação de arbustos, infestantes lenhosas e dicotiledóneas em prados permanentes assim como em vias de comunicação, sendo selectivo para gramíneas.

Insecticida regulador de crescimento de origem vegetal. 

Quelato de Ferro. Adubo CE.

Adubo fluído composto para aplicação foliar e fertirrigação. Adubo CE.

Adubo organomineral.

Herbicida de acção foliar, sistémico, não selectivo e não residual para o combate de infestantes anuais e vivazes.

GRUPO 7 – AMINOÁCIDOS para fertirrega.

Insecticida regulador do crescimento para controlo do bichado da macieira e pereira,traças dos cachos e lagarta mineira dos citrinos.

Insecticida biológico.

ADUBO COM AMINOÁCIDOS, para aplicação foliar na forma de solução concentrada (SL)

Insecticida.

Fungicida.

Top